CRMV-RS
CRMV-RS


Artigo: A pecuária do futuro
07-08-2020

*Por Michele de Castro Iza, Auditora Fiscal Federal Agropecuária e integrante da Comissão Pecuária Orgânica do CRMV-RS

 

Em 1962, no auge da produção química nos Estados Unidos da América, a bióloga Raquel Cerson publicou o livro “Primavera Silenciosa”. A obra relata os impactos negativos das ações humanas, guiadas por interesses econômicos, sobre o ambiente, os animais e as pessoas. Essa narrativa que traz a conexão dos seres com o planeta volta atualmente nas discussões científicas, com o conceito de saúde única, e na preocupação popular com a saúde e com o bem-estar das pessoas e dos animais e com a preservação do meio ambiente.

 

No Brasil, essa discussão já ocorre há décadas e está regulamentada desde 2003, através da Lei nº 10.831/MAPA que dispõe sobre a agricultura orgânica. Em complementação à lei, o Decreto nº 6323/2007 e a Instrução Normativa nº 46/2011, que está em processo final de atualização, regulamentam as normas para a produção orgânica animal.

 

Embora ainda considerada por alguns uma prática limitada à pequena produção agrícola, o sistema orgânico hoje se mostra eficiente, tecnificado e primordialmente ecológico. O número de unidades de produção orgânicas no país cresceu 300% de 2010 a 2018, tendo participação nas mais diversas áreas de produção animal e vegetal, processamento e extrativismo. No Rio Grande do Sul, são vários os criadores que praticam a produção animal orgânica.

 

Temos exemplos de pecuária leiteira e de corte, de aves de postura e de corte, de ovinocultura, de suinocultura e de apicultura certificados ou em processo de conversão. Somente na Região Metropolitana de Porto Alegre, existem 10 granjas de ovos orgânicos devidamente certificadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), e essas não atendem à demanda dos consumidores das feiras orgânicas da capital gaúcha.

 

Quando visualizamos, nas cadeias de produção e de consumo, pessoas conscientes em suas ações, entendemos a importância do médico veterinário e do zootecnista em auxiliar nessa busca por sustentabilidade. Atentando para este seguimento em expansão, a Comissão Pecuária Orgânica criada pelo Conselho trabalhará fortemente com o tema. Convidamos os colegas a praticarem a pecuária do futuro, onde a aplicação dos conceitos de saúde única e agroecologia já é realidade. Conheçam a produção animal orgânica!





Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul
Rua Ramiro Barcelos, 1793/201 - B. Bom Fim - Porto Alegre/RS - CEP: 90035-006
Fone:(51) 21040566 - crmvrs@crmvrs.gov.br